Home / Destaques / Sindseps reafirma pacto de união para fazer a nova história dos agentes de saúde em Salvador

Sindseps reafirma pacto de união para fazer a nova história dos agentes de saúde em Salvador

“Vamos fazer a luta com todos aqueles que entendem que combater é necessário. Nossa história mostra que sempre fomos leais aos interesses coletivos dos servidores municipais. Somos conduzidos pela vontade da categoria e honraremos a decisão sagrada das assembleias. Esse sentimento foi reafirmado nessa terça-feira com a presença de representantes de outras entidades representativas dos agentes de saúde aqui na sede do Sindseps”. As palavras ditas pelo coordenador geral do Sindseps, Everaldo Braga, trouxeram esperanças de resultados positivos para a mobilização iniciada pelos agentes de combates às endemias (ACE’s) e agentes comunitários de saúde (ACS’s).

O pedido de união das entidades foi feito por um grupo de servidores em encontros anteriores, na sede do Sindseps, onde as diversas lideranças da categoria foram convidadas a participarem. Dirigentes da Associação dos Agentes Comunitários e de Endemias de Salvador (Aaces) e da Associação Democrática dos Agentes de Saúde e Endemias do Estado da Bahia (Ademacen) iniciaram os entendimentos nesse sentido e contribuíram com sugestões e encaminhamentos na assembleia geral realizada no último dia 29 de março.

Nesta terça-feira (11) foi a vez de configurar o marco zero de uma luta que tem por ingrediente principal, a unidade das entidades. Na oportunidade, a presença dos dirigentes do Sindicato de Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias da Bahia (Sindacs) consolidou a tão sonhada união proposta pela categoria. “Vemos aqui pessoas com história e dignidade para caminhar de acordo com a decisão dos agentes de saúde. Sempre houveram alguns focos de resistência à essa unidade e isso somente nos prejudicou. Ficamos sem a valorização devida pela nossa função social e ainda fomos desmerecidos em nossas imagens por acreditarem equivocadamente que éramos desunidos e sem norte. Ao aceitar de imediato, o pedido dos colegas para reunir as forças das entidades, esperamos o posicionamento dos demais dirigentes e iniciamos essa marcha rumo às conquistas”, disse entusiasmada, a diretora do Sindseps, Edna Maria.

O coordenador Everaldo Braga apresentou a pauta produzida e aprovada na assembleia geral e ouviu as observações feitas pelos servidores. O cumprimento do plano de cargos e vencimentos para os agentes de saúde com salário inicial igual previsto no Piso Salarial Nacional (Lei 12994/2014) é o item pertinente à categoria e que será defendido na Mesa Permanente de Negociação da Campanha Salarial 2014. Além disso, o documento reafirma a necessidade de solução das demandas reprimidas dos acordos de 2015 e 2016.

“Vimos aqui a história sendo escrita por aqueles que entendem que união não é apenas um substantivo. Tem que ser algo vivido intensamente e sem vaidades. O individualismo deve servir para uma motivação pessoal que leve o agente de saúde a participar decisivamente dessa mobilização. Tenho certeza de que nessa reunião estão servidores públicos municipais concursados com espíritos libertos de todas as amarras do passado. Não há ninguém acima da vontade coletiva de conquistar. Estou dirigente do Sindseps e orgulhoso de participar desse momento. Quando os colegas nos procuraram com a expectativa de unir as entidades, imediatamente abraçamos a ideia e aqui estamos juntos. O resultado disso será uma demonstração de força que nos levará ao lugar que desejamos”, apontou o diretor Rogério Dantas.

A diretoria do Sindseps formou compromisso de participar da próxima assembleia promovida pelo Sindacs em claro reconhecimento da autonomia da entidade e da mesma forma, convidou a diretoria deste sindicato para a assembleia geral a ser realizada pelo nosso sindicato. “Esses atos reforçam o entendimento de unidade na luta. Onde formos iremos juntos e com a mesma perspectiva. Respeitaremos a autonomia de todas as entidades e cumpriremos o nosso papel determinado pela categoria. Os agentes de saúde são nossos colegas do serviço público municipal e todos estaremos permanentemente mobilizados para lutar de uma maneira que mudará a história da mobilização da classe trabalhadora na capital baiana”, finalizou Everaldo Braga.

Estiveram presentes ainda, os diretores Jefferson Oliveira, Nildo Pereira, Tonny Lacerda e Enádio “Careca” Nunes, além de representantes da Aaces.

Além disso, verifique

Assembleia contra o Não Enquadramento na SMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *