Home / Destaques / “Clínica do Trabalho”: Atendimento psicológico é novo serviço para filiados do Sindseps

“Clínica do Trabalho”: Atendimento psicológico é novo serviço para filiados do Sindseps

foto: Jeremias Silva/ASCOM SINDSEPSA marca forte do Sindseps sempre buscou aprimorar sua relação com os servidores municipais. A valorização da categoria também se faz com novas ferramentas de apoio e proteção de direitos.

Um nova ação sindical passa a integrar o rol de atendimentos diários do nossa entidade. Trata-se da “Clínica do Trabalho” que funcionará na sede do Sindseps. A atividade contará a participação de alunos que cursam a partir do 8º semestre do curso de Psiciologia da Faculdade Social da Bahia (FSBA) monitorados pela professora Angelita Menezes.

A docente Angelita Menezes é historiadora, psicóloga, MBA em Gestão Organizacional, mestre em Desenvolvimento Humano e doutoranda em Educação pela Universidade Federal da Bahia.

A Clínica do Trabalho pretende atender os servidores municipais filiados ao Sindseps, principalmente nos cuidados psicológicos relacionados ao combate às consequências danosas do assédio moral. A parceria com o sindicato é pioneira na capital baiana.

foto: Jeremias Silva/ASCOM SINDSEPSO diretor Lacerda Júnior comemorou a implantação dos serviços da “Clínica do Trabalho” no nosso sindicato. “O combate ao danos do assédio moral no serviço público municipal de Salvador agora conta com mais um instrumento de luta. Essa parceria é fruto do nosso entendimento de que essa prática danosa tem que ser combatida. A colaboração de profissionais especializados traz a garantia de uma luta ainda mais qualificada”, afirmou o dirigente sindical.

O serviço começou a funcionar nesta segunda-feira (25) e informações sobre o serviço da Clínica do Trabalho podem ser obtidas com o diretor Lacerda Júnior pelo telefone 71-96652966 .

Além disso, verifique

Esclarecimento: criação de cargos e nomeação de supervisores no CCZ é prerrogativa do prefeito

Contrariando os boatos espalhados na clara tentativa de confundir a categoria, o seu sindicato esclarece ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *