Home / Destaques / Semop e Salvamar: Diretoria do Sindseps cobra soluções para cortes na Operação Carnaval 2018 e condições de trabalho dos salva-vidas

Semop e Salvamar: Diretoria do Sindseps cobra soluções para cortes na Operação Carnaval 2018 e condições de trabalho dos salva-vidas

Diretores do Sindseps estiveram na Secretaria Municipal de Gestão [Semge], na tarde de ontem [26], para tratar de demandas relacionadas com servidores da Secretaria Municipal de Ordem Pública [Semop]. Pautas como mudança de carga horária e Operação Carnaval 2018 foram discutidas com os representantes das duas secretarias presentes.

O diretor Alex Mendes esteve acompanhado dos diretores Pedro Barretto, Geraldo Costa e Helivaldo Alcântara que apresentaram as pautas dos servidores da Semop e cobraram as respostas que serão transmitidas para a categoria. “Temos feito as intervenções necessárias para que a Prefeitura cumpra suas responsabilidades e também, atenda aos interesses coletivos dos servidores da Semop. O sindicato tem representado essas pautas e apontado caminhos para as soluções das demandas reprimidas”, disse Mendes ao comentar a ação do Sindseps.

Confira encaminhamentos da reunião:

OPERAÇÃO CARNAVAL 2018 NA SEMOP: Além das demandas gerais dos servidores municipais para essa pauta, a diretoria do Sindseps apontou o corte de vários colegas para o período. Foi solicitado que esses servidores fossem contemplados com a inclusão na operação, salientando que o custo para o erário público é menor que a contratação de terceirizados que não possuem a investidura para assinatura de notificações e autos de infrações. O diretor Alex Mendes fez questão de frisar que nas últimas seis gestões da Semop nunca houve cortes de servidores do quadro da referida secretaria, ocorrendo oferta de vagas mesmo após todos os estatutários tendo sido incluídos na Operação Carnaval do ano em curso.

OPERAÇÃO CARNAVAL 2018 NA SALVAMAR: A Prefeitura pretendia escalar 180 servidores e foi solicitado que todos os salva-vidas fossem escalados para atender as necessidades do período. A intenção é reunir cerca de 225 profissionais durante os serviços do Carnaval 2018 para atender ao maior número de ocorrências que acontecem na capital baiana por conta do aumento do fluxo de banhistas nas praias aliado ao consumo de bebidas alcoólicas.

MUDANÇA DE CARGA HORÁRIA PARA 40 HORAS NA SEMOP: A diretoria do sindicato solicitou respostas para o pedido feito de mudança de carga horária de 30 horas para 40 horas de servidores da Semop. Estão sendo feitos estudos de impacto financeiro para identificar as possibilidades de atendimento ao pleito. Uma reunião com os servidores a ser realizada na sede do Sindseps vai traçar as próximas etapas da mobilização em torno dessa pauta. Existe um processo com tramitação em curso na Semge [Semop nº 720/2012] que solicita a mudança da carga horária.

AUXÍLIO FARDAMENTO PARA SALVA-VIDAS: O auxílio fardamento está pronto para publicação e o formato para essa concessão será divulgado nos próximos dias por parte da gestão municipal. As especificidades em relação aos equipamentos dos salva-vidas serão resolvidas em licitação específica.

CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS SALVA-VIDAS: A diretoria do Sindseps reforçou a ação da Associação Baiana de Salvamento Aquático [Abasa] e cobrou soluções imediatas para as pautas reclamadas pela categoria e que foram massivamente veiculadas nas redes sociais e na imprensa local. Os pontos abordados podem ser conferidos, clicando aqui e acessando o site da Abasa.

Além disso, verifique

Assembleia geral da Campanha Salarial 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *